sábado, 17 de julho de 2010

Janela de vinil


   Ela olhava imóvel para o teto branco, parecia estar congelada no tempo. Ouviu estalos na janela e seus movimentos foram tão rápidos que uma pedrinha quase a atingiu, batendo na cama e pulando.
   - Rapunzel, jogue suas tranças! – Brincava o rapaz na calçada, com um punhado de pedrinhas na mão esquerda enquanto protegia os olhos do sol com a direita. – Você não vai jogar; Rapunzel?
   - Como seria bom se eu tivesse tranças tão compridas neste momento. – Ela suspirava enquanto apoiava seu cotovelo na janela. – Estou tão feliz em te ver.
   - Como não estaria? Faz três dias que não me vê! Estou com saudades da minha namorada.
   Ela o olhou com um ar triste, fechou os olhos e balançou a cabeça negativamente.
   - Eu estou de castigo. – Ele arregalou tanto os olhos que teve que se virar de costas para o sol.
   - Mas menininhas de oito anos ficam de castigo, você tem o quê? Dezoito anos? – Ele mexeu com os dedos como quem fazia contas.
   - Pode diminuir dez anos na minha idade; parece que a minha mãe não se importa com isso.
   - Amélia, por favor. Você tem que descer!
   - Como? Você quer que eu pule da janela? – Ele deu um sorriso de lado. – A não! Não vem que não tem!
   - Por favor, por favor! – Ele se ajoelhou e implorou. – Eu te pego aqui em baixo.
   - Eu vou tentar; por você!
   Ela olhou a altura repetidamente; apoiou as mãos na janela, respirou fundo e passou a perna esquerda. Balançou a mão para o namorado que sorriu, com os braços abertos para segurá-la. Ela passou a perna direita, se fixando no telhado. Seu pé escorregou. Desceu tão rápido que nem conseguiu gritar, quando abriu os olhos estava deixada sobre Tom.
   - Tom, você está bem?
   - Acho que quebrei uma perna. Mas com um beijinho sara.
   Ela se aproximou e o beijou. Na testa, depois nas bochechas e lhe deu um beijo doce nos lábios. Ele suspirou com os olhos ainda fechados.
   - Acho que você deveria morar em uma casa com janelas mais baixas.
   - Eu vou falar isso com a minha mãe na volta!
   Eles sorriram, e ainda no chão, beijaram-se novamente.

Pauta para How Deal, 2ª edição. Tema: Imagem do texto.

7 opiniões:

Mah disse...

Oii,gostei muito do texto!Combinou certinho com a imagem também.Bjs

Camila Milano (: disse...

um texto bem sutil, doce. Tu pode entrar e se sentir dentro dele. Muito bom, e tem bem a ver com a foto. Tem um tom bem de leve de humor. E quando misturado com amor, fica perfeito. Muito bom, parabéns.

beijos

Ceres        disse...

Cara, que graça que ficou o seu texto!
Também escrevi.
O seu ficou ótimo! Muito bom mesmo!
beijos

Franciele Valadão disse...

Adorei, de verdade!

MED MUCHSTTER disse...

QUE SONHO! Adorei, adorei. AHHH, não sei se faz muito tempo que vim aqui, mas adorei o Novo LAY. ARRASOU! Beijitos MM

Loma Sernaiotto disse...

ai q lindoooo! uma cena tão simples, mas ficou lindo no texto! e o layout tá td de bom, hein?! =**

Thatha disse...

Nossa fazia um tempinho que não passava por aqui! Adorei seu layout, fico muito lindoo! E como sempre seus texto são d + !!
Beijos

Não seja um leitor silencioso. Comente!