domingo, 18 de julho de 2010

Meu coração é o mesmo

   Os tempos mudaram, principalmente para mim. Em alguns dias eu mudarei de casa, mobilharei o meu quarto e deixarei lembranças para trás. Talvez, essa transição, me transforme em uma pessoa melhor do que eu sou agora.
   É difícil se desfazer de objetos antigos com valores muito significativos, sair da casa onde morei meus catorze anos vividos. É difícil dizer adeus para a visão do meu quarto e o vento que sempre me deu inspiração.
   Eu quero chorar, eu não quero me despedir do meu passado assim, eu quero continuar onde estou. Posso ter ares de mudança, parecer que sou uma pessoa que adora coisas novas; mas todos nós tememos o que não conhecemos.
   O meu maior medo não é o de ir embora, é que eu perca a minha sensibilidade de escrita. A minha casa sempre foi o meu refúgio, onde eu tinha inspiração e que minhas melhores ideias eram aperfeiçoadas.
   Talvez eu chore em algumas noites, mas eu sei que é tempo de recomeçar, de refazer e reavaliar. Quando o meu coração já estiver na metade do caminho eu vou me lembrar de tudo o que passei na minha casa. Então eu virei a ela para respirar o vento da minha inspiração e lembrarei: as coisas mudam, e não é só porque elas mudaram que você tem que ser diferente.




Pauta para Bloínquês, 25ª edição. Tema: Frase em negrito.

3 opiniões:

Danii disse...

Adorei a última frase: "as coisas mudam, e não é só porque elas mudaram que você tem que ser diferente." Concordo muito com isso. Devemos mudar quando achamos que devemos, quando percebemos que o que estamos sendo não está fazendo bem aos outros e até a nós mesmos :)

Camila. disse...

O texto está lindo e o novo layout também. Eu adorei o blog, de verdade.

http://algodao-doce1.blogspot.com/

Leticía Gomes disse...

o layout novo ficou legal =)
ah, fer, eu acho que tudo isso só vai trazer benefícios.
estou esperando para ver a mudança pela qual você talvez passe. tomara que deixe tudo ainda melhor :)

um beijo.

Não seja um leitor silencioso. Comente!