quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Ênfases verdadeiras


                Fiz uma coisa errada, sé é que posso chamá-la assim, pois para mim não passou de uma tentação irremediável. Contaram-me uma história para entender que os fatos não correspondem aos atos, e que eu não poderia repetir aquilo.
                Contaram-me das verrugas nos dedos quando apontamos às estrelas, dos sapos que viram príncipes, dos mamíferos que põem ovos. Citaram frases bonitas, de efeito, com ênfase nas maiores palavras: sistematicamente, sentencioso, interminável.
Eu sistematicamente sentei no meu lugar de costume na sala de aula, em alguns minutos o menino sentencioso se aproximou. Eu me levantei e o beijei, um beijo interminável.
Na verdade era eu que repetia as frases bonitas, porque eles só me falavam de ornitorrincos. Não queriam falar de sentimentos, queriam reprimi-los.
Eu não podia repetir aquilo, mas assim como sapos serão sapos, meus beijos estão reservados a um príncipe de verdade.

2 opiniões:

Tassyane Nunes disse...

Que lindo! Adorei!

Joice N. disse...

Ah que lindo *-*
Serio, amo seus textos, sempre passo por aqui mas acabo esquecendo de comentar, adoro seus textos viu? Beijinhos ♥
http://mydreamsofasummernight.blogspot.com.br/

Não seja um leitor silencioso. Comente!