quarta-feira, 16 de junho de 2010

Culpada, novamente


   Eu sei que sou desatenta, não me culpe por isso, culpe-me por não ter te ouvido. Não é certo eu jogar toda a culpa em mim, mas a verdade é essa. É estranho comos os fatos decorreram rápido, mas eu sei que alguma coisa aconteceu.
   Você escondia o jogo de mim, sentia vergonha ou qualquer outra coisa. Era calado em minha presença e frio nas palavras ditas comigo. Desejaria voltar atrás e concertar tudo, não ter te conhecido, mas o destino foi mais forte do que eu.
   Ainda me lembro das palavras soltas que disse quando me esbarrei em você, e seu óculos preto caiu. Seus olhos me hipnotizaram, o mel me deixou confusa e eu só pude dizer: ‘a culpa foi minha’.
   Agora eu percebo que todas as vezes que me encontrei com você eu sempre disse que a culpa era minha, eu não sabia o porquê. Novamente digo que a culpa é minha. Erros. Todos nós os cometemos.
   Hoje, ainda olho para o céu e penso em você, em todas as pessoas do mundo eu fui me apaixonar por você. Sinto que esqueçemos de dizer coisas, principalmente você. Desculpe por não ter te ouvido quando disse para manter distância, eu só queria fazer parte do seu mundo.
   Mais que nunca eu fazia parte, e foi toda esta minha desconfiança que fez você mudar, agora eu entendo. Diante de todas essas lembranças meu coração dói, por ter te perdido pela minha insegurança. A culpa foi minha, desculpe-me por te amar.

--

Pauta para OPEP. Tema: Frase em negrito.
Pauta para Sílaba tônica, 4ª edição. Tema: Frase em itálico.

5 opiniões:

Giovana disse...

Adorei seu blog! Estou seguindo e vou pegar seu link para divulgar!! Quando puder, passa lá no meu, segue e comenta se gostar! www.filosofiafucsia.blogspot.com

Bites and Kisses

Giovana disse...

Já peguei seu link flor! Indica o meu também se quiser!!!

Rodolpho Padovani disse...

Acho q ninguém deveria pedir desculpas por amar alguém, afinal a gente não manda no coração...

Bjs =)

Caroline disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Caroline disse...

Adorei seu blog. E adoro muito os seus textos, são ótimos e muito envolventes. Estou seguindo.
beeeijos *-*

Não seja um leitor silencioso. Comente!