sexta-feira, 7 de maio de 2010

The last sound


   Eu andava solitário pela rua sentindo os pingos de chuva sobre o meu pescoço, analisava o jornal com os olhos calmos, a manchete me chamava atenção:
   “Londres está com uma onda de assassinatos; os policiais dizem que o assassino não tem preferência quanto à vítima, homens e mulheres já foram achados mortos. O que mais surpreendeu os policiais e deu a certeza que eram todos de um mesmo assassino foram os furos nos pescoços e pulsos das vítimas, nunca se sabe quem será a próxima”.
   Dei um sorriso de canto confirmando mais uma vez que meu plano havia dado certo, quando eu atacar a próxima vítima, terei a certeza que Hilbert vai estar perto; desta vez ele não me escapa. Entrei em um bar e joguei o jornal no lixo, sentado, pedi um uísque. Ela entrou no bar com seus longos cabelos ruivos encaracolados, seu cheiro me entorpeceu, aquela era a próxima vítima. Olhei nos fundos olhos verdes, recitando algumas palavras, ela saiu do bar e discretamente eu fui atrás.
   Seus sentimentos eram meus agora, eu a guiava feito uma boneca para um escuro beco enquanto esperava Hilbert aparecer para me impedir. Ele deu um salto, descendo com leveza sobre as escadas do prédio. Quando se deparou com os meus dentes cravados no pescoço da ruiva, ele arregalou os olhos. Joguei-a no chão, limpando o doce sangue que escorria pelo canto da minha boca.
   -Era a minha namorada...
   Fiquei estatelado ao perceber que Hilbert estava chorando, eu havia matado a mulher do meu irmão. Aquele remorso tomou conta de mim e eu quis fugir, antes que eu pudesse dar o primeiro passo, Hilbert quebrou o meu pescoço. Foi o último som que eu ouvi.

--

Pauta para Bloínques, 15ª edição musical. Tema: Frase em negrito.

5 opiniões:

Renata disse...

Amo vampiros, mesmo esse não sendo o meu tipo preferido. Gosto mais dos muito malvados que não são capazes de sentir remorso algum, como o Lestat.
Ficou bem escrito, gostei. Já ouço vozes pedindo continuação.

Sonhadora disse...

parabens você escreve muito bem

cássia vicentin disse...

Consegui imaginar toda a cena, parabéns

Daay Monteiro disse...

Muito boa essa história flor >.< , parabéns !
Você escreve mt bem (:
Bgs (:

Millena Blogueira disse...

Excelente a história e forma que você escreve.

Não seja um leitor silencioso. Comente!